Home

Onde se sente dor durante a menstruação

Onde se sente dor durante a menstruação

Onde se sente dor durante a menstruação

A fase do período menstrual é vivida por muitas mulheres sem grandes constrangimentos que não sejam a singela troca de tampões ou de pensos higiénicos. Mas para outras a menstruação suscita um grande incómodo, provocando uma sintomatologia realmente desagradável que pode mesmo afectar o seu rendimento profissional e desencadear anomalias nas suas relações pessoais.

A dismenorreia, o nome científico que se atribui às dores menstruais, manifesta-se de formas diversificadas e não apenas por via das cólicas localizadas na área pélvica e abdominal.

 

 

Principais sintomas associados à menstruação

A listagem dos problemas que as mulheres podem enfrentar, durante o período, é verdadeiramente extensa. Relatamos de seguida alguns dos sintomas mais habituais:

  • Cólicas menstruais;
  • Dores de costas;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Dores nas pernas;
  • Inchaço e/ou sensibilidade extrema nos seios;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Obstipação;
  • Diarreia;
  • Insónias;
  • Náuseas;
  • Vómitos;
  • Fadiga;
  • Problemas de pele como acne e dermatite;
  • Depressão;
  • Alterações de humor.

Cada mulher com as suas dores

As dores menstruais podem ser ligeiras, causando um desconforto menor, uma espécie de sensação de peso na zona pélvica que se estende até às costas. Nos moldes mais graves a mulher pode ainda sentir dores de cabeça e diarreia ou obstipação. E nas situações verdadeiramente complicadas, podem ocorrer vómitos, cefaleias agudas e dores generalizadas mais intensas nas pernas e nas costas.

Geralmente as dores começam ainda antes do início da menstruação – é o que se chama a Síndroma Pré-Menstrual que se manifesta entre 7 a 14 dias antes do começo do período. Os sintomas que envolve, além das cólicas menstruais, são habitualmente cefaleias, inchaço e hipersensibilidade nos seios, nervosismo, depressão e irritabilidade. Esses desconfortos costumam persistir durante o período do sangramento.

A culpa é das hormonas

A dismenorreia resulta em parte devido às alterações hormonais que se verificam durante o ciclo menstrual, nomeadamente no que diz respeito aos níveis de estrogénio e de progesterona.

As dores verificadas durante a menstruação são também causadas pelo aumento de prostaglandinas no organismo da mulher. As prostaglandinas são compostos endógenos derivados de ácidos graxos oxigenados que detêm algumas propriedades das hormonas, promovendo, entre outros efeitos, uma diminuição da pressão sanguínea. E assim induzem um aumento da capacidade de contracção do útero, o que propicia as cólicas menstruais, mas também as náuseas, os vómitos e a diarreia.

A libertação de coágulos ou de fragmentos de endométrio (o tecido que reveste as paredes do útero), durante o fluxo menstrual, pode também promover dores mais intensas. Quanto maior a quantidade de sangue expelida, maiores serão as cólicas.

Dor que pouco dura

As dores associadas ao ciclo menstrual não costumam ser muito prolongadas no tempo. Geralmente, começam uns dias antes da menstruação, atingindo o seu pico ao cabo de 24 horas depois do início do período. Nos dois primeiros dias sentir-se-ão as dores mais intensas, aliviando depois.

Casos há, contudo, de mulheres que experimentam esta tipologia de dor durante mais tempo, embora nunca para lá do período menstrual.

Dra Rita Carvalho

Artigo revisto em 11-07-2013 por Dra Rita Carvalho, Ginecologista na Clínica da Saúde Feminina.

 

Qualquer imprecisão, incorreção ou adenda a esse artigo devem ser comunicados atráves dessa página.


Patrocínios

2 Comentários

  1. Dra o meu período menstrual é um verdadeiro inferno, o que eu faço? Não aguento mais!

O que achou do artigo?